OrigemNews

ÁreaRestrita



Auditorias


NewsLetter

19/05/2011

A Agência Nacional de Transportes Terrestres publicou no Diário Oficial da União desta quinta-feira, dia 19, a resolução nº 3.671, que suspende a vigência da resolução nº 3.665, que criou as novas regras para o transporte de produtos perigosos no Brasil.

A suspensão da resolução 3.665 tem impacto positivo sobre as empresas do setor, pois coloca novamente no horizonte a possibilidade da participação das transportadoras na criação do sistema de normas e regras que regem o transporte de produtos perigosos.

Segundo a assessora Técnica do SETCESP, Sandra Caravieri, especialista no assunto, a resolução suspensa da ANTT traria impactos negativos às operações de transporte de produtos perigosos, pois a maior parte das sugestões apresentadas pelas entidades representativas do setor não foram consideradas pela agência. “Esta resolução 3.665 criaria uma instabilidade para quem expede, transporta e fiscaliza o transporte de produtos perigosos, pois acaba com as citações das Normas Técnicas da ABNT, que eram referências para a sinalização dos veículos e equipamentos para emergência, entre outros detalhes importantes”, diz Sandra.

“As regras para o transporte rodoviário de produtos perigosos são muito importantes, mas devem ser criadas em conjunto com as transportadoras, que são partes imprescindíveis de todo o processo. O Brasil não suporta mais que regras sejam criadas e impostas sem que as empresas possam sugerir e estudar a implementação dessas normas. O SETCESP e as demais entidades representativas do setor estão atentos às necessidades do segmento”, comenta o presidente do SETCESP, Francisco Pelucio.

Para saber mais sobre este tema, entre em contato com a Diretoria Adjunta de Transporte de Produtos Perigosos do SETCESP pelo e-mail comissoes@setcesp.org.br.
 
Fonte: Setcesp

 Certificações