OrigemNews

ÁreaRestrita



Auditorias


NewsLetter

"Piratas" transformam Anhanguera em redordista em roubo de cargas

14/12/2010

A Rodovia Anhanguera é uma das recordistas em roubo de cargas no Estado de São Paulo, principalmente no trecho entre Campinas e Limeira, onde estão localizados Sumaré, Nova Odessa e Americana, três dos cinco municípios da RPT (Região do Pólo Têxtil). De janeiro a setembro deste ano, ocorreram 134 ataques de bandidos, conhecidos como "piratas do asfalto". Ou seja, em média, 13 roubos por mês na Anhanguera, rodovia que ocupa a terceira colocação no Estado em roubos de carga. A primeira na preferência das gangues é a rodovia federal Régis Bitencourt com 239 roubos de janeiro a setembro deste ano, em segundo lugar está a Dutra, com 180 ações dos "piratas". Os dados são do Setcesp (Sindicato das empresas de Transportes de Carga de São Paulo). Neste ano, os roubos de carga renderam um prejuízo de R$ 207,8 milhões.

Nas rodovias do Estado, de janeiro a setembro deste ano ocorreram 1.128 roubos. A Rodovia dos Bandeirantes, que também "pega" três municípios da RPT (Hortolândia, Sumaré e Santa Bárbara d\\\'Oeste), registrou nos dez meses de 2010 um total de 78 roubos de cargas.

Mas o número é bem maior, somadas as ações ocorridas em áreas urbanas. Em todo o Estado, nos dez primeiros meses deste ano ocorreram 5.198 ocorrências de roubos de carga, sendo o mês de março o recordista com 671 ações. No Interior do Estado, 504 roubos, em rodovias 1.128, na Capital paulista 2.650 e nos municípios da Grande São Paulo ocorreram 916 ataques das quadrilhas.

O levantamento mostra que os dias de maior ação dos "piratas" foram a quarta-feira, com um total de 1.94 roubos e a quinta-feira com 1.087. Os "piratas" não gostam de "trabalhar" nos finais de semana. Fizeram 114 roubos nos domingos e 321 nos sábados, no período de dez meses. Nas segundas-feiras, 760; nas terças, 999; e, nas sexta, 823.

Os produtos alimentícios são os mais visados pelos bandidos. Em 2010, até setembro, foram roubadas 1.348 cargas de alimentos. Os eletroeletrônicos estão em segundo lugar com 721 roubos, ocorreram 392 roubos de produtos farmacêuticos, 272 cargas de produtos têxteis, 251 de cigarros, 275 de produtos metalúrgicos e 234 de bebidas. São os itens que lideram o ranking de preferência dos bandidos.

As Polícias Civil e Militar não divulgam estatísticas sobre o roubo de carga nas cidades de Americana, Sumaré, Santa Bárbara d\\\'Oeste, Nova Odessa e Hortolândia, que integram a RPT. Porém, Sumaré é um dos municípios mais visados pelos ladrões conforme registros policiais. Nos últimos dez dias, pelo menos três roubos de carga ocorreram no município. Os dois mais recentes renderam quase R$ 200 mil. Foi levada, nesta semana, uma carga de refrigeradores domésticos, avaliados em R$ 190 mil, e dez toneladas de açúcar avaliadas em R$ 36 mil.

Além de agir nas estradas, os "piratas" atacam também nas áreas urbanas. No dia 11 de agosto, por exemplo, um grupo de assaltantes rendeu o motorista Dionísio Donizete Miranda, de 44 anos, e o ajudante Erivaldo Miguel da Silva, de 37, no condomínio residencial Portal Bordon, em Sumaré. Ladrões levaram uma carga de R$ 27 mil em gêneros alimentícios que estavam em um caminhão Mercedes Benz, ano 20005, branco. Os dois foram levados como reféns em um Kadett e deixados no quilômetro 89 da Rodovia Anhangüera, na região de Valinhos. A investigação das quadrilhas de "piratas do asfalto" é centralizada, na RPT, pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Americana. Em 2010, porém, foram poucos os esclarecimentos desse tipo de crime e as prisões de ladrões de cargas. Nas rodovias, o trabalho de combate direto aos bandidos é atribuição da Polícia Militar Rodoviária do Estado.

Fonte: O Liberal

 Certificações