OrigemNews

ÁreaRestrita



Auditorias


NewsLetter

PI: Funcionário é preso suspeito de ajudar quadrilha no assalto milionário

12/12/2017

O coordenador do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), delegado Carlos César Camelo, informou que o assalto contra a empresa de valores Servi-San em Teresina foi o maior de todos os tempos no Piauí. A Polícia divulgou vídeo que mostra que o funcionário da empresa saiu de seu plantão numa escola – no bairro PIO XII – livremente, contrariado o que disse na polícia que ele foi forçado pela quadrilha.

A Polícia crê que a quadrilha fugiu do Estado em um avião.

O secretário de Segurança Pública, Fabio Abreu, apresentou o nome do funcionário suspeito de envolvimento na ação na manhã desta segunda-feira (12).

Ele foi identificado como Feliciano Mendes Sousa Filho que confessou que receberia R$ 200 mil pelo crime. Feliciano Mendes é servidor público e trabalha como agente de portaria de uma escola e na Servi-San ele atuava no setor de monitoramento.

“Ele disse que recebeu um bônus de R$ 200 mil pelas informações da empresa e participação direta”, explica o secretário de Segurança.  

Em depoimento, o suspeito disse que havia sido abordado na porta da escola onde trabalha. Mas, imagens das câmeras de segurança do colégio, revelaram que ele entrou no veículo espontaneamente.

Toda ação criminosa, desde o falso sequestro deste funcionário, até a invasão da Servi-San, durou mais de 12 horas. Entre as vítimas do bando, estão a família do inspetor de segurança, Raimundo Nonato Cruz e também do suspeito preso, totalizando cerca de sete pessoas. Eles foram levados para um sítio abandonado na Cacimba Velha, que serviu de cativeiro.

Um delegado especial foi designado para o caso, será o delegado Laércio Evangelista.

Fonte: Cidade Verde

 Certificações