OrigemNews

ÁreaRestrita



Auditorias


NewsLetter

MS: Rota Bioceânica deve baratear custo de transporte em 30%, estima governo

01/08/2016

O Governo de Mato Grosso do Sul estima economia de 30% no custo do transporte de soja e milho com a efetivação do Corredor Bioceânico, que será uma rota terrestre aos portos do Chile, partindo de Porto Murtinho. O tema foi debatido em uma reunião na última quinta-feira (28), dentro de um seminário que discute a implantação da rota.

O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento, Jaime Verruck, afirma que o Estado pretende usar o trajeto para alcançar principalmente o mercado asiático.

"Essa rota vai se viabilizar em razão do fluxo de mercadorias, tanto importação como exportação. Nosso foco inicial é exportar soja, milho e tentar viabilizar alguma coisa de celulose e etanol pensando no mercado dos Estados Unidos", explica.

Uma das reuniõs debateu ainda formas de adequar leis alfandegárias para que não haja entraves durante a rota das cargas.

Claudio Cavol, presidente do Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários de Carga e Logística, afirma que o Brasil demora atualmente cinco dias para liberar uma carga que deixa o país e os países por onde passará o corredor têm regras semelhantes.

"Com exeção do Chile, que tem aduanas super modernas e os caminhões não levam nem duas horas para passar", explica o dirigente.

Como essa questão lida com políticas específicas de cada país, é tratada como o principal entrave para a implantação do projeto. "Não existe produtor ou industrial que aguente essa burocracia", opina.

Fonte: Campo Grande News

 Certificações