OrigemNews

ÁreaRestrita



Auditorias


NewsLetter

Carnaval 2015 foi o menos letal em oito anos nas BRs

20/02/2015

O feriado de Carnaval 2015 foi o que teve o menor registro de mortes nas rodovias federais dos últimos oito anos, segundo balanço divulgado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), nesta quinta-feira (19). Foram 120 mortos em 2,7 mil acidentes. As ocorrências também deixaram 1,7 mil feridos. No ano passado foram 159 óbitos, dois mil feridos e 3,3 mil colisões.

Até então, o menor resultado havia sido registrado em 2009, quando 127 pessoas perderam a vida em acidentes nas BRs.

Nas estatísticas, a PRF analisa o número de óbitos em relação à frota de veículos. Neste ano, houve 1,3 óbito para cada milhão de veículos. Isso representa uma queda de 41% com o índice de 2014, quando foram 3,3 mortos por milhão de veículos.

Velocidade incompatível com a via foi a principal causa de ocorrências (26%) e as colisões frontais são o tipo de acidente com maior gravidade e quantidade de óbitos (45%).

Fiscalização intensificada

O balanço da Operação Carnaval foi divulgado pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e pela diretora-geral da PRF, Maria Alice Nascimento Souza, em Brasília (DF). Cardozo atribuiu os resultados à mudança na estratégia de fiscalização, que priorizou pontos considerados mais críticos, além de alterações na legislação, que agravaram a punição por infrações de trânsito, como é o caso da multa por ultrapassagens perigosas, que desde novembro passado podem chegar a R$
1.915,40.

Minas Gerais, Paraná e Bahia tiveram reforço de fiscalização, por terem liderado em número de ocorrências e mortes em 2014. Nesses estados, a redução no total de mortes em BRs foi de, respectivamente, 47%, 67% e 39%.

Apesar disso, Minas ainda está no topo da lista dos estados com o maior índice de óbitos em rodovias federais: 14 pessoas perderam a vida nas BRs no Estado. Em segundo aparecem Maranhão e Distrito Federal, com dez mortes cada.
Ao todo, 238,5 mil pessoas foram fiscalizadas, 2,9 mil tiveram a carteira de habilitação recolhida por infrações que previam a medida.

Embriaguez ao volante

Entre os dias 13 e 18 de fevereiro, período em que foi executada a Operação Carnaval, 372 motoristas foram presos pela PRF por estarem dirigindo bêbados. Foram casos em que a concentração de álcool no sangue estava acima de 0,6dg/l ou em que os condutores aparentavam ter bebido antes de pegar o carro e se negaram a fazer o exame com o etilômetro.

Outros dois mil condutores foram multados em R$ 1.915,40 por embriaguez ao volante.

Ao todo, a PRF aplicou 85,6 mil testes do bafômetro.

Colisões frontais

Um dos reflexos disso está na redução de mortes provocadas por colisões frontais, que lideram as causas de óbitos. A PRF ainda está consolidando os dados, mas estima uma queda de 50% neste ano, em comparação com o ano passado, quando 72 pessoas perderam a vida nesse tipo de acidente.

Fonte: CNT

 Certificações