OrigemNews

ÁreaRestrita



Auditorias


NewsLetter

11/08/2014

A polícia apresentou, na tarde desta segunda-feira (11), um dos suspeitos de integrar a quadrilha responsável pelo roubo de uma carga de celulares, avaliada em R$ 1,2 milhão, do aeroporto Eurico de Aguiar Salles, em Vitória, em maio deste ano. Leonardo de Oliveira Inocêncio, mais conhecido como Leo, 26, foi preso na última sexta-feira (8), em Cariacica. Ele foi o único encontrado até agora.

De acordo com a polícia, ele seria o responsável pela articulação e captação dos demais integrantes do grupo, além de ficar por conta do planejamento do roubo. No dia do roubo, Leonardo participou da abordagem às vítimas e na vigilância do cativeiro. “Temos provas da autoria”, disse o chefe da Polícia Civil, Joel Lyrio, “são provas robustas e incontestáveis”, complementou.

Segundo o titular da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio (DRCCP), divisão responsável por conduzir o inquérito, delegado Josemar Sperandio, Leonardo foi identificado desde o início das investigações, através das imagens do videomonitoramento, sendo até reconhecido por vítimas, o que faltava era melhorar a qualidade destas provas.

Sperandio ainda revelou que o grupo já havia tentado roubar celulares de um caminhão, pouco tempo antes da ação no aeroporto de Vitória. “Um mês antes do assalto no aeroporto, eles tentaram roubar esse mesmo tipo de carga de um caminhão”, disse. A quadrilha não conseguiu desativar o sistema de rastreamento do veículo e, por isso, a ação foi frustrada e o caminha abandonado próximo a Carapina.

A polícia acredita que a quadrilha deve ser integrada por pelo menos mais outras quatro pessoas. “Já sabemos quem são os autores. Vamos fechar o inquérito nos próximos dias”, afirmou Lyrio.

Dois desses quatro suspeitos já foram identificados pela equipe que apura o caso e as prisões deles já foram pedidas, porém a polícia preferiu manter os nomes dessas pessoas em sigilo para não atrapalhar o andamento das investigações.

Leonardo já tem passagem pela polícia por porte ilegal de arma de fogo, em 2003. Foi pedida a prisão temporária, por cinco dias, do suspeito que foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana (CTV).

Participação em outro roubo de carga
Além de ser acusado pela polícia de participar do roubo a carga de celulares no aeroporto de Vitória, em maio deste ano, Leonardo é apontado pela equipe da Divisão Patrimonial de ter envolvimento no roubo de uma carga de cerveja - avaliada em, aproximadamente, R$ 51.550.

O roubo foi praticado em 16 de dezembro do ano passado, no bairro Ribeira, no município de Viana. Leonardo foi reconhecido por testemunhas como um dos autores do crime e essa identificação ajudou no trabalho da polícia para descobrir o envolvimento do suspeito na ação no aeroporto de Vitória.

Relembre o roubo da carga de celulares
Por volta 01h, do dia 22 de maio deste ano, cinco criminosos renderam sete pessoas - cinco funcionários da TAM e dois da transportadora particular que carregava a carga de celular no terminal de carga e descarga da companhia aérea TAM, no aeroporto de Vitória.

A quadrilha obrigou os funcionários a carregaram um caminhão-baú com a carga de celulares. Essa ação durou cerca de 15 minutos. Logo depois, os criminosos levaram as vítimas para um cativeiro, localizado às margens da Rodovia do Contorno, e os deixaram sob cárcere por, aproximadamente, cinco horas. Os reféns só foram liberados às 06h.

Fonte: Eshoje

 Certificações