OrigemNews

ÁreaRestrita



Auditorias


NewsLetter

BR-101 lidera ranking de assaltos em rodovias

17/10/2013

Um levantamento feito pela Polícia Rodoviária Federal a pedido da Tribuna Independente aponta que entre janeiro e setembro deste ano foram registrados 16 assaltos nas BRs de Alagoas. De acordo com a PRF, os trechos onde mais ocorreram assaltos estão em São Miguel dos Campos, na BR-101, entre os quilômetros 129, próximo a Boca da Mata, e 157, próximo a São Sebastião. Por ali, foram 13 roubos contabilizados.

Para os delegados da Polícia Civil, Robervaldo Davino, diretor de Polícia Judiciária da Área 1, no Sertão, e Valter Nascimento, delegado de São Miguel dos Campos, assim como a própria PRF, o principal fator que contribui com o crescente número de assaltos são as condições estruturais das rodovias.

“Iniciaram a obra de duplicação da BR-101, mas as obras ficaram paralisadas e sem condições de uso. Tem muito buracos, diversos quebra-molas e essa situação atraiu as quadrilhas, porque os motoristas são obrigados a reduzir a velocidade ou mesmo parar os veículos. Os criminosos saem dos matagais, armados, rendem os motoristas, obrigam a desviarem do caminho e fazem arrastões”, apontou Nascimento.

Diante do crescente número de assaltos e dos riscos que correm os motoristas devido às condições da estrada, a superintendente regional da PRF, Vera Lúcia Pretto Cella, solicitou providências ao Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT), que iniciou na semana passada reparos em pontos mais críticos das rodovias.

Robervaldo Davino diz que o número de ocorrências apenas na região do Sertão diminuiu, mas este ano dois casos foram registrados. “Um na BR-423, entre Ouro Branco e Canapi, quando uma turma que vinha de Paulo Afonso ia assistir a um jogo do Fortaleza, na inauguração do Estádio Castelão, e outro em São Jose da Tapera, na AL-220, a um ônibus de passageiros que faz a linha Arapiraca-Paulo Afonso. Já teve muito [assalto] no passado, mas agora diminuiu. Foram dois casos em praticamente um ano no trecho do sertão de Alagoas”, disse.
 
Fonte.: Tribuna Hoje

 Certificações