OrigemNews

ÁreaRestrita



Auditorias


NewsLetter

Homens assaltam marmoraria e gastam quase 20 mil em "baladas"

19/06/2013

A polícia prendeu os dois assaltantes que levaram R$ 21 mil de uma marmoraria do bairro Coopharadio no dia 7 de junho. Os homens foram presos por policiais da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos) nos dias 11 e 12 de junho e apresentados na manhã de hoje (18).

Segundo o delegado Fabiano Nagata, responsável pelas investigações, a dupla invadiu a empresa e rendeu os funcionários de vários departamentos. Por ser próximo da data de pagamento dos funcionários, havia alto valor nos caixas de empresa.

Os assaltantes estavam armados e mandaram os funcionários ajoelharem e abaixar a cabeça. Não houve violência e ninguém ficou ferido. Os donos da empresa registraram a ocorrência e no início informaram que R$ 29 mil haviam sido roubados, mas houve recontagem e o valor exato foi de R$ 21 mil.

Nagata explica que as investigações começaram logo após o registro do roubo e as equipes começaram a procurar os suspeitos. “Nossos policiais fizeram rastreamento e chegamos até o primeiro preso no dia 11 de junho, ele acabou confessando o crime e indicando a casa do comparsa que prendemos um dia depois. As imagens do circuito interno de segurança também nos ajudaram muito”, conta.

Luiz Felipe de Oliveira, de 19 anos, foi preso em casa no bairro Pênfigo e com ele o policial encontrou um revólver calibre 38. O assaltante disse aos policiais o paradeiro do comparsa, Magno Barbosa do Norte, de 38 anos, e ele também foi preso no bairro Mata do Jacinto. A segunda arma usada no roubo estava com Magno.

Conforme a polícia, Luiz não possui passagens e Magno já foi preso por assalto a um banco de Rondonópolis, ocorrido em 2003. O homem estava há 8 meses em Campo Grande e trabalhava como polidor de carros.

Uma terceira pessoa que ajudou os homens na fuga depois do assalto ainda é procurado pela polícia, segundo o delegado, já se sabe a identificação, mas ele ainda não foi encontrado.

Com os dois presos, a polícia apreendeu calçados e uma motocicleta. Dos R$ 21 mil roubados, apenas R$ 1,2 mil foram recuperados. O delegado afirma que os assaltantes gastaram grande parte do dinheiro com festas, shows, a compra da moto e até uma tatuagem no valor de R$ 300.

O dinheiro recuperado já foi devolvido para os donos da empresa e a dupla irá responder por porte de arma de fogo e roubo. Os dois devem ficar na cela da Derf durante uma semana e depois serão transferidos para o presídio.

Fonte:campo grande news

 Certificações