OrigemNews

ÁreaRestrita



Auditorias


NewsLetter

Roubos deixam 100 bairros de Campinas (SP) sem entrega de Sedex

28/02/2013

Ao menos 100 bairros de Campinas (SP) estão com as entregas de Sedex dos Correios suspensas por 180 dias por conta da alta incidência de roubos a veículos que transportam as encomendas. Só em 2013 foram 12 casos de assaltos, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Correios & Telégrafos de Campinas e Região (Sintect/Cas). De acordo com o sindicato, as entregas só serão retomadas após garantias de segurança aos trabalhadores.

A suspensão das entregas atinge os bairros: Jardim São Fernando, São Domingos, Jardim das Bandeiras, Jardim Aires da Costa, Jardim Campos Elíseos, Jardim São José, Jardim Fernanda, Jardim Campineiro,Jardim São Marcos e Parque Universitário. (Veja lista completa de restrições abaixo). “Estamos pedindo para os Correios atuar com mais rigor para acionar as polícias Militar e Federal”, afirma o diretor do Sintect Roberto Barbosa.

O empresário do ramo de confecções Ricardo de Sousa Benevido, do Jardim Aires da Costa, conta que parou de receber encomendas do seu negócio nos últimos dias. Após não receber uma encomenda, ele descobriu pelo site dos Correios que havia uma mensagem de "área pendente de entrega". Após esperar mais um dia, ele foi até a unidade dos Correios e descobriu que havia outras 50 pessoas com os mesmos problemas. “Lá fiquei sabendo que não havia entrega por causa de assaltos às encomendas de Sedex. Você paga para  entregar e isso não está acontecendo”,  reclama o empresário.

As entregas da empresa dele de camisas masculinas e femininas vão atrasar. O  empresário Lourival Donizete Pereira, que trabalha com ramo de automação, também foi informado pelo  Correios que as entregas não aconteceriam por causa da violência. “Alegaram que em um dia tiveram três casos de assalto”, afirma.

A empresa informa que desde 2012 tem conversado com as polícias Civil, Militar e Federal sobre os assaltos. Em relação aos consumidores, o órgão federal avisa que eles são informados por carta que precisam buscar as encomendas.

Fonte: G1

 Certificações