OrigemNews

ÁreaRestrita



Auditorias


NewsLetter

Cargas recuperadas superam R$1 mi

15/10/2012

Várias quadrilhas envolvidas no roubo ou desvio de cargas acabaram sendo capturadas nas últimas semanas graças ao trabalho de inspetores da DRFV em parceria com a Coordenadoria de Inteligência

Quarenta e duas pessoas acusadas de envolvimento com roubo de cargas e veículos foram presas em operações da Polícia Civil nos últimos dois meses deste ano. As ações dos policiais civis da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC), comandada pelo delegado Dionísio Amaral, resultaram na desarticulação de dez quadrilhas de assaltantes e na recuperação de R$ 1.905,704 em produtos.

Segundo Amaral, a maioria dos roubos ocorre no entorno das cidades, sejam em rodovias estaduais ou federais, saindo ou entrando de Municípios da região metropolitana. O titular da DRFVC explicou que os bandidos seguem os caminhões desde a saída das transportadoras. No entanto, os veículos só são interceptados após a primeira entrega. “Eles observam se existe alguma escolta ou a aproximação de alguma viatura, para só então, realizar o roubo”.

Armados, eles sequestram os motoristas e ajudantes dos veículos. Segundo Amaral, as vítimas só são liberadas depois que a carga é “dispensada” e já está longe do alcance da Polícia.

Em alguns casos investigados, funcionários das empresas transportadores têm envolvimento com as quadrilhas. De acordo com o delegado, eles têm acesso às notas fiscais e escolhem quais as cargas de maior valor e as preferidas dos bandidos. “Eles repassam a informação para as quadrilhas que estão na ponta do crime, e, depois, os caminhões são atacados”.

Recuperadas

Em dois meses foram instaurados 95 inquéritos e 61 pessoas acabaram presas em flagrantes. Apesar do número elevado de roubos, a Polícia Civil tem intensificado as operações de combate às ações das quadrilhas. Em uma única operação, realizada em agosto deste ano, duas cargas foram recuperadas e seis pessoas acabaram presas.

O delegado Dionísio Amaral comandou a ação que teve desdobramentos em Fortaleza, Maracanaú e no Eusébio. Segundo ele, os seis envolvidos têm participação em roubos, furtos e receptação. As cargas apreendidas eram de fogões, lâmpadas e luminárias. O titular da DRFVC, informou que as mercadorias recuperadas foram avaliadas em cerca de R$ 100 mil.

Durante a operação, acabaram presos E. A. de A., o ´Chapa´; W. de F., F. R. M. C., P. C. B., F. S. dos S. e R. N. da S. F.. Conforme o delegado, Wiron de Freitas estava com a carga de fogões na residência dele, no bairro Santo Antônio, em Eusébio. No Conjunto Maria Tomázia, em Messejana, parte da carga de lâmpadas e luminárias foi recuperada na casa de E., onde também foi encontrado um Gol, que era usado nas ações criminosas do bando. No Conjunto Jardim Castelão II, foi localizado o restante das lâmpadas e luminárias. Os produtos estavam na casa de R. N. da S. F..

Supermercados

Além dessa operação, Amaral afirmou que dois donos de supermercados (identidades preservadas) foram presos recentemente em outras investigações da Especializada. “Eles foram autuados por receptação qualificada, pelo fato de os produtos terem sido apreendidos em estabelecimentos comerciais”.

O sucesso das ações, conforme o delegado, está no trabalho de inteligência realizado desde que assumiu a DRFVC. “Fazemos análise criminal de todos os Boletins de Ocorrência e descobrimos onde e em quais horários os crimes estão ocorrendo, quais são as quadrilhas, qual o modus operandi, que tipo de carga, qual o veículo utilizado e partimos para as prisões”.

Fonte: Diário do Nordeste

 Certificações