OrigemNews

ÁreaRestrita



Auditorias


NewsLetter

Pedagio do rodoanel sul inicia funcionamento nesta quarta

22/08/2011

Com a conclusão das obras de melhorias previstas no Programa Intensivo Inicial, a Concessionária SPMar iniciará a cobrança de pedágio no Trecho Sul do Rodoanel Mário Covas à 0 hora da próxima quarta-feira, dia 24 de agosto. O valor da tarifa será de R$ 2,50 para carros de passeio e veículos comerciais pagam esse valor por eixo. Motocicletas pagarão R$ 1,25.

A cobrança de tarifa no Trecho Sul viabilizará a construção do Trecho Leste do Rodoanel a cargo da SPMar sob fiscalização e gerenciamento da ARTESP. A obra foi iniciada na última quarta-feira, dia 17, e representa um investimento de 2,8 bilhões de reais. O Trecho Leste será entregue em março de 2014. Para mais informações sobre as obras do Trecho Leste, acesse: http://bit.ly/p1Itls. Os investimentos a serem feitos no Trecho Sul e Leste - ao longo dos 35 anos de concessão, somam 5,2 bilhões de reais destinados a operação e obras de ampliação, manutenção e conservação.

É importante ressaltar que, independente da quantidade de praças (seis) e do trecho percorrido, o usuário só pagará uma única vez, na saída do Trecho Sul do Rodoanel. A partir de amanhã, dia 20, será realizada a “Operação Assistida”, etapa de teste nas praças de pedágio em que será simulado o processo de arrecadação, sem a cobrança efetiva da tarifa. O motorista receberá da equipe de arrecadação um folheto informando a data de início da cobrança e o valor da tarifa. Até março de 2012 serão instalados telefones de emergência ao longo do Trecho Sul (um a cada quilômetro).

O Trecho Sul começou a operar em março de 2010. Seu traçado começa na Rodovia Régis Bittencourt (entroncamento com o Trecho Oeste), interliga as rodovias Anchieta e Imigrantes, e segue até o prolongamento da Av. Papa João XXIII. Recebe em média 70 mil veículos por dia e sua operação está a cargo da concessionária SPMar.

Rodoanel Mário Covas (SP 021)

O Rodoanel Mário Covas (SP 021) é uma obra fundamental para desafogar o intenso tráfego da região metropolitana, principalmente de caminhões. Dividido em quatro trechos, ele redefine a plataforma logística rodoviária de radial para anelar, interligando 10 rodovias que chegam à capital do Estado: Fernão Dias, Dutra, Ayrton Senna, Anchieta, Imigrantes, Régis Bittencourt, Raposo Tavares, Castello Branco, Anhangüera e Bandeirantes.

Programa de Concessões Rodoviárias


O Programa de Concessões Rodoviárias teve início em 1998 com a concessão de 12 lotes de rodovias. Os investimentos já realizados na malha dessa 1ª Etapa somam 20 bilhões de reais (valores atualizados). O principal resultado são viagens muito mais confortáveis e seguras: o índice de mortos nas rodovias concedidas está 39,4% menor em relação ao ano de 2000. Além disso, essas rodovias figuram entre as melhores do país, de acordo com avaliação da Confederação Nacional dos Transportes.

Em 2007 o Governo do Estado de São Paulo iniciou a 2ª Etapa do Programa. Foram concedidos cinco corredores rodoviários (Marechal Rondon Oeste, Marechal Rondon Leste, Raposo Tavares, D. Pedro I, Ayrton Senna-Carvalho Pinto) e os Trechos Oeste, Sul e Leste do Rodoanel Mário Covas, totalizando 1,8 mil quilômetros. Esta nova etapa garante investimentos de 13,4 bilhões de reais em obras.


Fonte: Estradas.com

 Certificações