OrigemNews

ÁreaRestrita



Auditorias


NewsLetter

MS: Menores tramam roubo que termina em morte

20/07/2011

O roubo que terminou no assassinato de Thiago Marques Rosa, de 25 anos, foi tramado por sete pessoas, sendo quadro adolescentes e três adultos. A ideia de fazer um assalto partiu de três amigos: duas garotas de 14 e 15 anos e um rapaz de 17 anos. O objetivo era conseguir dinheiro para o trio morar junto, numa espécie de república.

A vítima foi encontrada num posto de combustível localizado na avenida Costa e Silva, em Campo Grande. Thiago chamou a atenção por ter veículo com som potente e já ter "saído" com a irmã da garota de 14 anos. Nessas ocasiões, ele sempre tinha dinheiro.

"Ah, pode ser esse ai", decidiu o trio, conforme relatado à delegada da Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude), Aline Sinotti Lopes.

No último sábado, a adolescente de 14 anos marcou um encontro com Thiago na feira do bairro Jardim das Meninas, proximidades do bairro Jardim Centro-Oeste, onde os adolescentes moram.

Ele não achou o local e o encontro foi transferido para a entrada do Jardim Bálsamo. As duas adolescentes e Thiago seguiram para a casa da irmã da garota de 14 anos. O imóvel estava vazio. Em seguida, a garota de 15 anos disse que os deixaria sozinhos.

Atrizes - Neste momento, a farsa do assalto foi colocada em prática com a ajuda de três adultos e o adolescente de 17 anos. As garotas atuaram como vítimas do roubo. Enquanto Thiago foi amarrado com fita crepe, as meninas choravam sem parar.

A vítima conseguiu se soltar e passou a ser agredida com socos, chutes e coronhadas. Ele foi novamente rendido e amarrado com um carregador de celular. A cabeça dele foi coberta com uma fronha.

Os assaltantes pegaram R$ 30, único dinheiro que tinha na carteira, cartões bancários e o celular. Os adultos saíram do local. Thiago foi colocado no porta-malas do seu veículo. A garota de 15 anos dirigiu a Blazer e o rapaz de 17 anos foi no banco traseiro.

Ela levou o veículo até uma estrada vicinal no bairro Morada do Sol. Então, a adolescente passou a tirar sarro da vítima. "Esse otário caiu no que nós planejamos", teria dito. Como revelou ter participação no roubo, ela e o rapaz decidiram matar Thiago.

Antes, o adolescente passou, por telefone, a senha da conta bancária. Ainda no telefone, ele disparou no rosto de Thiago e disse para o adulto que estava do outro lado da linha: "Escuta ai".

Foram efetuados outros três disparos. O corpo foi deixado no local e a garota dirigiu o veículo por mais três quilômetros. Ela perdeu o controle e abandonou a Blazer. Os ladrões tentaram sacar dinheiro, mas sem sucesso.

Mãe - A trama começou a ser desvendada na manhã de segunda-feira. Ao ver notícias do crime, a garota de 15 anos começou a chorar e contou para a mãe. A mulher a levou até a 5ª delegacia. No início, ela tentou acobertar os demais envolvidos.

A adolescente disse que o rapaz, dentro do carro, começou a tocar a garota de 14 anos. Ela teria ficado assustada, encontrou a arma no banco traseiro e atirou. Contudo, quando o delegado Fernando Nogueira pediu que ela segurasse uma arma, a adolescente não tinha força para puxar o gatilho.

As duas adolescentes e o rapaz de 17 anos vão responder por roubo qualificado, homicídio qualificado e formação de quadrilha. Os três foram levados para Uneis. Para menor de idade, o tempo máximo de internação é de três anos. O quarto adolescente, um garoto de 15 anos, ainda não foi localizado. Ele foi apontado como dono da arma. A delegada Aline Lopes destaca a colaboração com a polícia por parte dos pais das adolescentes.

Já do trio de amigos, o que chamou a atençao foi a frieza. Questionada se estava arrependida, a garota de 15 anos disse que "não tinha peso nenhum, porque ele estava morto mesmo".

Foragidos - A Derf (Delegacia Especializadas de Roubos e Furtos) ficará responsável pela investigação dos adultos. Já foi preso Luciano Monteiro Rodrigues, de 20 anos. Ele justificou que participou da ação por precisar de dinheiro. Outros dois adultos estão foragidos e não tiveram os nomes divulgados.

Fonte: Campo Grande News

 Certificações